Confederação Brasileira de Golfe

R&A e USGA sugerem fortes mudanças nas Regras de Golfe

01 de março de 2017
ra-usga

O R&A e a United States Golf Association (USGA), as duas entidades mundiais responsáveis pelas Regras de Golfe, divulgaram nesta quarta-feira detalhes de uma grande mudança nas regras que estão prevendo fazer até 2019.

As duas entidades fizeram um estudo nos últimos cinco anos para simplificar as Regras de Golfe, tentando fazer isso de uma maneira com que o esporte não perca seus fundamentos, tradições e fair play.

De acordo com a proposta apresentada, as regras cairiam de 34 para 24. Em muitos casos, penalidades serão extintas.

A proposta passará por um período de seis meses para comentários públicos. Depois, será finalizada em 2018. As novas regras entrarão em vigor em 2019.

Confira algumas das sugestões propostas pelo R&A e pela USGA:

  • O drop poderá ser feito de distância de pelo menos uma polegada acima do solo – não precisa ser mais da altura dos ombros
  • A distância do drop não será mais medida em um taco ou dois, e sim em 20 ou 80 polegadas (tacos poderão ter essa marcação na vara para auxiliar o golfista).
  • Não haverá mais penalidade de uma tacada se a bola se mover acidentalmente, se o taco encostar no solo em um hazard ou se um putt bater em uma bandeira que não foi retirada
  • O golfista poderá remover impedimentos soltos das bancas de areia sem penalidade
  • Golfistas poderão reparar qualquer marca no green, e não apenas as marcas de bola e de buracos antigos
  • Jogadores que tocarem a linha de putt não terão mais duas tacadas de penalidade, desde que não melhorem a condição do putt.
  • Serão concedidos apenas três minutos para procurar bolas perdidas, não mais cinco minutos.
  • Se a bola atingir o próprio jogador ou seu equipamento, não haverá mais penalidade.
  • Os caddies não poderão mais ficar atrás do jogador até instantes antes da tacada – terão de se afastar tão logo o golfista faça seu stance

 

MAIS INFORMAÇÕES

Confederação afiliada

Apoio

Mapa do Site