Confederação Brasileira de Golfe

Aberto do Brasil beneficiará Hospital Pequeno Príncipe

09 de outubro de 2017
bandeira-pele

O Hospital Pequeno Príncipe, escolhido para ser a organização beneficiada do programa de responsabilidade social da Confederação Brasileira de Golfe (CBG), estará fortemente presente na 64ª edição do Aberto do Brasil, que acontece de 12 a 15 de outubro no Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro.

O Hospital irá expor aos participantes e ao público peças e souvenirs, com destaque para 15 medalhas do projeto Gols pela Vida – o Complexo Pequeno Príncipe produziu 1.283 medalhas exclusivas em ouro, prata e bronze, uma para cada gol que o Rei Pelé fez na carreira.

Estará também em exposição uma gravura autografada por Pelé e por Miriam Nagl, uma das brasileiras que disputou o golfe nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Pelé também autografou seis bandeiras de golfe – aquelas utilizadas para marcar a localização dos buracos no campo. Todo o material estará à venda, com toda a renda revertida para a instituição.

A parceria com a CBG já vem rendendo muitos frutos. Um deles foi a inauguração, em maio, do primeiro campo de Minigolfe localizado em um hospital infantil do Brasil. O Minigolfe é composto por quatro buracos, localizado no Jardim dos Sonhos, logo na entrada do prédio histórico do Hospital Pequeno Príncipe. Desde então, já foi utilizado por mais de 700 crianças, entre pacientes e seus acompanhantes, com supervisão de voluntários treinados.

O Minigolfe foi fruto de uma parceria do Hospital com a CBG, Federação Paranaense e Catarinense de Golfe (FPCG), A. Yoshi Engenharia e Instituto Atsushi e Kimiko Yoshii.

Além disso, as crianças e adolescentes que quiserem dar continuidade ao esporte podem vir a fazer parte do projeto Golfe para a Vida – Programa de Formação de Talento e Cidadania, projeto de responsabilidade social e identificação de golfistas em potencial da CBG.

Localizado em Curitiba (PR), o Hospital Pequeno Príncipe é hoje a maior unidade voltada a crianças e adolescentes do país.

Referência em tratamentos de média e alta complexidade, oferece 32 especialidades pediátricas. Conta com 370 leitos, sendo 60 em UTIs, e destina cerca de 70% da sua capacidade a pacientes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2016, o Hospital realizou cerca de 310 mil atendimentos ambulatoriais, 20 mil cirurgias e 780 mil exames. O Pequeno Príncipe foi responsável por 199 transplantes, sendo 1 de coração, 3 de fígado, 20 de medula óssea, 13 de rim e 162 de tecido ósseo.

Confederação afiliada

Apoio

Mapa do Site