Confederação Brasileira de Golfe

Herik Machado e Lauren Grinberg encerram suas participações nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba

04 de junho de 2018
Herik Machado, Luiz Miyamura e Lauren Grinberg em Cochabamba

Herik Machado e Lauren Grinberg encerram no último sábado (2) suas participações nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba 2018, com os torneios de golfe disputados entre os dias 30 de maio e 2 de junho, na Bolívia. Os brasileiros sofreram com a altitude de 2.558 metros e terminaram respectivamente em nono e 14º lugares, e 12º nas duplas mistas. O torneio foi disputado no Country Club Cochabamba e aberto a amadores e profissionais.

“Foi incrível participar dos Jogos Sul-Americanos, o torneio é fora do comum e a atmosfera muito boa. Estar com atletas de outras modalidades é enriquecedor, fiquei no quarto com meninas do ciclismo e foi interessante assistir outros esportes, interagir com pessoas que, apesar de não serem do golfe, têm o mesmo objetivo e a alta performance em comum”, disse Lauren Grinberg. “Em relação ao torneio, o campo era bem difícil, com greens rápidos e a altitude um complicador enorme. Bati mal na bola e não consegui fazer score, mas só de estar lá já valeu muito a experiência. Vale lembrar que jogamos contra amadores e profissionais, então tinham atletas que jogam o PGA Tour Latin America, um nível bem alto mesmo”, complementou Lauren.

Lauren não esteve em seus melhores dias e sentiu bastante a altitude e o campo. Ela fechou o torneio com 337 tacadas (81, 83, 88, 85), 49 acima do par. A colombiana Paola Moreno liderou todos os dias e conquistou o ouro, com 288 tacadas (67-79-72-72), no par do campo, seguida pela paraguaia Milagros Cháves, com 293 (76-73-74-70), cinco acima do par.

No torneio masculino Herik Machado foi crescendo no torneio e, apesar de duas ótimas voltas, incluindo o melhor resultado do segundo dia e o segundo melhor do último, ficou em nono lugar, com 295 tacadas (79-70-78-68), sete acima do par. O venezuelano Jorge Antonio García foi o grande campeão, com 281 tacadas (71-73-67-70), sete abaixo do par, seguido pelo profissional paraguaio Carlos Franco, de 53 anos, o mais velho em campo, com 287 tacadas (74-72-71-70), uma abaixo do par.

Nas duplas mistas, o time dos paraguaios Milagros Cháves e Carlos Franco foi o campeão, com 580 tacadas, quatro acima do par, seguido pelos colombianos Paola Moreno e Daniel Zuluaga, com 581, e pelos argentinos Manuela Carbajo e Roberto Contini, com 584, que levaram o bronze no desempate com a segunda dupla colombiana, formada por Maria Jose Uribe e Santiago Gómez.

O Paraguai foi o maior medalhista no golfe dos Jogos Sul-Americanos com uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze. A Colômbia ficou em segundo, com uma medalha de cada, seguida por Venezuela, com uma de ouro, e Argentina, com uma de bronze. Vale ressaltar que Paraguai, Colômbia, Argentina e Bolívia competiram com duas duplas, enquanto Brasil, Venezuela, Peru, Equador e Panamá com uma cada.

Confederação afiliada

Apoio

Mapa do Site