Confederação Brasileira de Golfe

Critérios e Normas de Convocação

ÍNDICE

 

PREÂMBULO

CAPITULO I – Da elegibilidade e obrigações dos atletas

CAPITULO II – Das convocações para os torneios sul-americano Pré-juvenil e juvenil

CAPITULO III – Das convocações para a Copa Los Andes

CAPITULO IV – Das convocações para o Sul-americano Amador

CAPITULO V – Das convocações para o Mundial Amador

CAPÍTULO VI – Das convocações para os demais torneios internacionais e nacionais

 

PREÂMBULO

 

O presente manual tem em consideração os objetivos maiores da Confederação Brasileira de Golfe (CBG), bem como fomentar a prática do esporte no âmbito da sua jurisdição e de aprimorar tecnicamente a prática do golfe, promovendo a competitividade dentro do espírito desportivo e de critérios técnicos definidos.

O presente regulamento entra em vigor a partir de 01/08/2017, ficando revogadas as disposições contrárias.

 

 

CAPITULO I

 

  1. Da elegibilidade e obrigações dos atletas

 

  • Estar competindo regularmente em uma capacidade representativa para o Brasil, e desta forma, ser reconhecido como membro atual do grupo de atletas da elite da CBG;

 

  • Honrar sua palavra, comportar-se dignamente, com respeito e cordialidade durante treinamentos, competições, viagens e eventos. Ajudar a desenvolver uma imagem favorável e positiva do esporte, através da adoção de elevados padrões de comportamento;

 

  • Obter e manter o melhor nível possível de saúde e aptidão física necessárias para uma performance consistente como um atleta de alto rendimento;

 

  • Concordar que a CBG tem o direito de utilizar e reproduzir o nome do (a) atleta, imagens e informações biográficas relacionados com o Programa de Rendimento e Alto Rendimento.

 

  • Atender em tempo hábil as solicitações feitas pelo departamento técnico e administrativo;

 

  • Atender a todos os pré-requisitos para a sua elegibilidade/convocação, bem como exemplares comportamentos dentro e fora de campo.

 

 

 

CAPITULO II

 

  1. Das convocações para o Sul-americano Pré-Juvenil e Juvenil

 

  • Serão convocados 3 atletas de cada categoria (masculino e feminino) para este evento, sendo eles:
  • O primeiro colocado do ranking juvenil da sua respectiva categoria;
  • O campeão do Brasileiro de sua respectiva categoria;
  • Um terceiro definido pela comissão técnica da Confederação Brasileira de Golfe, levando-se em conta a performance técnica recente, atitudes comportamentais entre outras definições ligadas ao atleta e ao campo do torneio.

 

  • Caso algum dos dois primeiros atletas do seu respectivo ranking não possa participar do evento, a sua vaga será concedida para o seu sucessor do ranking, chegando assim até a 4ª (quarta) colocação. Caso ainda persista a falta elegível de algum atleta, a decisão passará a ser da comissão técnica da CBG;

 

  • Para o Sul-Americano Pré-Juvenil o ranking a ser utilizado para formar a convocação será o ranking C juvenil brasileiro e para o sul americano juvenil, será utilizado o ranking A juvenil brasileiro;

 

  • A convocação será realizada com 60 dias de antecedência da data inicial da competição, salvo se nesta data estiver ocorrendo algum evento válido para o ranking, que neste caso, a convocação será feita após a publicação do ranking brasileiro deste último evento.

 

 

 

CAPITULO III

 

  1. Das convocações para a Copa Los Andes

 

  • Serão convocados 5 atletas de cada categoria (masculino e feminino) para este evento, sendo eles:
  • Atual vencedor ou melhor brasileiro colocado no Campeonato Amador de Golfe do Brasil do respectivo ano de competição da Los Andes;
  • O 1º, 2º e 3º melhores colocados no ranking brasileiro;
  • Uma escolha da comissão técnica da CBG, levando-se em conta a performance técnica recente, atitudes comportamentais entre outras definições ligadas ao atleta e ao campo do torneio.

 

  • Caso o vencedor do Campeonato Amador de Golfe esteja entre os três primeiros colocados do ranking brasileiro, e/ou os demais jogadores top 3 do ranking brasileiro não estejam elegíveis para a competição, a vaga será definida pela comissão técnica da CBG;

 

  • A convocação será realizada com 60 dias de antecedência da data inicial da competição, salvo se nesta data estiver ocorrendo algum evento válido para o ranking, que neste caso, a convocação será feita após a publicação do ranking brasileiro último evento.

 

 

CAPITULO IV

 

  1. Das convocações para o Sul-Americano Amador individual

 

  • Serão convocados 4 atletas de cada categoria (masculino e feminino) para este evento, sendo eles:
  • O atual vencedor ou melhor brasileiro colocado no Campeonato Amador de Golfe do respectivo ano;
  • Os dois melhores colocados no ranking nacional;
  • Uma escolha da comissão técnica da CBG, levando-se em conta a performance técnica recente, atitudes comportamentais entre outras definições ligadas ao atleta e ao campo do torneio.

 

  • Caso o vencedor do Campeonato Amador de Golfe esteja entre os dois primeiros colocados do ranking, a vaga será passada para os próximos colocados do ranking nacional, chegando até 5ª (quinta) colocação. Caso a vaga continue disponível após o critério anterior a decisão será realizada pela comissão técnica da CBG;

 

  • A convocação será realizada com 60 dias de antecedência da data inicial da competição, salvo se nesta data estiver ocorrendo algum evento válido para o ranking, que neste caso, a convocação será feita após a publicação do ranking brasileiro deste último evento.

 

 

CAPITULO V

 

  1. Das convocações para o Mundial Amador

 

  • Serão convocados 3 atletas de cada categoria (masculino e feminino) para este evento, sendo eles:
  • O atual vencedor ou melhor brasileiro colocado no Campeonato Amador de Golfe do respectivo ano;
  • O melhor colocado no ranking mundial;
  • O melhor colocado no ranking adulto nacional;

 

  • Caso o vencedor do Campeonato Amador de Golfe esteja entre os primeiros colocados do ranking, a vaga será passada para o segundo colocado do ranking nacional, caso persista o mesmo atleta, a decisão de convocação desta vaga será realizada pela comissão técnica da CBG;

 

  • A convocação será realizada com 60 dias de antecedência da data inicial da competição, salvo se nesta data estiver ocorrendo algum evento válido para o ranking, que neste caso, a convocação será feita após a publicação do ranking brasileiro deste último evento.

 

 

CAPITULO VI

 

  1. Das convocações para os demais torneios internacionais e nacionais

 

  • Os demais torneios internacionais e nacionais serão divididos por três categorias: os torneios de experiência (E), que serão os torneios novos em nosso calendário e/ou para colocarmos jogadores que não necessariamente estejam figurando entre os top 5 dos rankings, os torneios de preparação (P), que serão os torneios para preparar os nossos atletas para grandes competições, e os torneios de competição (C), que são torneios que vamos buscar levar os melhores atletas para competirem, respeitando é claro, a sua periodização de treinamento/competições;

 

  • Diante o exposto, os critérios de convocação, serão arbitrados sempre pela comissão técnica, visando e respeitando a periodização e/ou inclusão dos nossos atletas, para chegarmos melhor preparados nas principais competições e também em preparar novos atletas para a formação de uma seleção cada vez mais forte;

 

  • As convocações serão realizadas em até 30 dias de antecedência da data inicial destas competições.

 

 

 

 

Confederação afiliada

Apoio

Mapa do Site