Confederação Brasileira de Golfe

De mala, cuia e taqueira

10 de janeiro de 2008

O turismo de golfe brasileiro promete muito em 2008. Investidores de todo o mundo, principalmente da Europa, estão de olho no país, que está se transformando na bolinha da vez. Com cerca de 8 mil quilômetros de litoral, ainda dá para contar nos dedos de uma mão a quantidade de campos de golfe de nível internacional que temos em resorts à beira-mar. Não é um número para ver com desânimo, pelo contrário: significa que há muito espaço e potencial para a implantação de novos empreendimentos, que gerarão empregos, despertarão o interesse pelo esporte entre os os turistas em férias e serão os responsáveis pelo ingresso de divisas em euros e dólares.

Quem joga golfe sabe: golfista praticamente só viaja para locais onde pode praticar o seu esporte predileto. A exceção é quando o jogador é amarrado pela família e jogado dentro de um avião com destino a algum lugar que alguns chamam de paradisíaco, mas que não tem nenhum um bom campo por perto. Aí, só resta levar o sand wedge e algumas bolinhas escondidos na mala para praticar um pouco na praia, entre uma água de coco e outra para ajudar a combater a seríssima síndrome de abstinência golfística.

A Confederação Brasileira de Golfe não poderia ter assinado em melhor hora o recém-anunciado convênio com a Embratur (leia notícia aqui). Golfista não tem bola de cristal, apenas bolinha de golfe, ou seja, só saberá que já há excelentes opções de jogo em locais (verdadeiramente!) paradisíacos se for informado disso. E é esse um dos principais objetivos das ações propostas pelo Bureau Nacional de Turismo de Golfe, ligado à CBG: divulgar nosso país como destino de golfe de primeiro nível.

O convênio é apenas o começo de um trabalho que, certamente, será estendido por outros anos. O motivo é simples: cada vez mais haverá novos campos de golfe no Brasil, principalmente no Nordeste. Estimativas que sempre foram encaradas como muito otimistas falavam em 30 novos campos de golfe em projeto ou construção no Brasil. Pois apenas no Brasil Golf Show, feira de golfe realizada em outubro na Costa do Sauípe, apertei a mão e troquei cartões de visita com os responsáveis pela bagatela de 14 novos empreendimentos com campo de golfe, num total de 24 novos campos (apenas um dos empreendimentos, o Grand Natal Golf, terá cinco campos à disposição dos turistas). Se levarmos em conta que nem todos os investidores estavam presentes ao evento, dá facilmente para elevarmos para 40 a quantidade de projetos de novos campos para os próximos anos.

Parece muito? Parece, mas é uma projeção que tem tudo para se tornar realidade. Conversei com o responsável pelo Praia Mansa Living & Life, um empreendimento de 300 milhões de euros que será erguido em Fortim, no Ceará, com campo de golfe, quatro hotéis e um condomínio de 1,7 mil casas. Ele me falou que na Espanha, de onde vêm os responsáveis pelo investimento, já está muito difícil construir campos de golfe – os terrenos estão caríssimos e está cada vez mais difícil obter o licenciamento ambiental para a construção dos empreendimentos. Devido à proximidade entre o Nordeste e a Península Ibérica, investimentos no Brasil tornam-se cada vez mais atrativos e necessários para a expansão das empresas e investidores que já atuam no forte mercado turístico-golfístico europeu.

Como se vê, não está longe o dia em que será cada vez mais difícil chegar a um lugar paradisíaco que não tenha um bom campo de golfe. Aí será a hora de sair de mala, cuia e taqueira pelo Brasil afora e aposentar de vez o improvisado treino de sand wedge na areia da praia.

O colunista é jornalista há 12 anos e golfista há 6. É diretor da Albatroz Editorial, agência de notícias e de comunicação especializada em golfe. Escreve sobre o esporte para as revistas Golf Life, Wish Life e Wish Report, entre outras publicações.

O ponto de vista dos colunistas não expressa necessariamente a opinião da CBG

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil Internacional Golf Federation R&A Federacion Sudamericana de Golf Comitê Brasileiro de Clubes

Parceiros

Patrocinadores

Premiações

Mapa do Site