Confederação Brasileira de Golfe

Topete abalado

29 de novembro de 2007

Jornais, sites e revistas do mundo inteiro anunciaram nos últimos dias que o milionário americano Donald Trump havia obtido autorização para erguer “o maior campo de golfe do mundo” no litoral da Escócia. Tratava-se de um empreendimento de US$ 2,1 bilhões com dois campos de golfe, um hotel e cerca de 500 casas particulares, entre outras atrações – algo, portanto, menor do que o complexo chinês Mission Hills, por exemplo, que é composto pela bagatela de 12 campos de golfe e onde foi recentemente disputada a Copa do Mundo de Golfe.

O que importa é que a alegria de Trump pela aprovação do projeto durou pouco: nesta quinta-feira dia 29, o Comitê de Infra-Estrutura do Conselho de Aberdeenshire vetou o projeto. Motivo: as dunas do local abrigam espécies raras de aves.

Destaque para um pescador de salmão local, Michael Forbes, que se recusou a vender o terreno ocupado por sua casa, que ficava bem no meio da área onde o complexo seria construído. Trump o acusou de estar apenas tentando conseguir mais dinheiro, mas Forbes foi irredutível: “Estou maravilhado com esse resultado. Pelo menos alguém demonstrou ter algum senso”, disse Forbes sobre o veto do comitê. “O projeto inteiro era sobre construir casas, não um campo de golfe. E gosto muito do silêncio daqui”.

O colunista é jornalista há 12 anos e golfista há 6. É um dos diretores da Albatroz Editorial e também diretor da Golf Life.

 

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil Internacional Golf Federation R&A Federacion Sudamericana de Golf Comitê Brasileiro de Clubes

Parceiros

Patrocinadores

Premiações

Mapa do Site