Youtube Facebook Twitter Flickr Instagram Contato

Confederação Brasileira de Golfe

Euclides Gusi é reeleito presidente da CBGolfe por mais dois anos

07 de novembro de 2018

Em assembleia realizada em São Paulo nesta quarta-feira (7), Euclides Gusi foi reeleito por unanimidade presidente da CBGolfe por mais dois anos. A chapa é composta ainda por Osmar da Costa Sobrinho e Ricardo de Rose como vice-presidentes.

A votação contou com a presença dos presidentes das Federações Paulista, Antonio Carlos Padula, Paranaense e Catarinense, Sakae Tamura, do Estado do Rio de Janeiro, Mauro Bayout, Pernambucana, Mario Rios, e Riograndense, Ricardo Sanvicente Ilha Moreira. Estiveram presentes também Pablo de La Rua, representante dos atletas, Osmar da Costa Sobrinho, Vice-Presidente da CBGolfe, Francisco Costa e Silva, Vice-Presidente da CBGolfe, Daniel Neves, Diretor de Regras e Relações Internacionais da CBGolfe, Antenor Neves, Diretor da Federação Paranaense e Catarinense, Enzo Miyamura, Gerente da Federação Paranaense e Catarinense, Rodrigo Pironti, advogado, e Maria Angélica Giusti, Secretária Executiva da CBGolfe.

“Eu gostaria de agradecer a todos os golfistas pelo apoio e compreensão, e por tudo o que fizeram junto conosco nesse mandato, de 17/18. E essa reeleição, de forma unânime, nos dá mais força e vontade, e temos certeza que nos anos de 19 e 20 faremos ainda mais pelo golfe. Teremos espaço e tempo para dar mais visibilidade e tentar fazer junto com todos fazer o golfe crescer ainda mais”, afirmou Euclides Gusi, após a eleição.

Na sequência da assembleia eletiva, foi realizada uma segunda assembleia para aprovação de orçamento para a temporada de 2019, além do calendário de eventos. Nos próximos dias a CBGolfe irá divulgar tais informações aprovadas.

Balanço da gestão 2017/2018

Nos dois anos da primeira gestão de Gusi a frente da CBGolfe, muitos avanços foram realizados pela entidade, como, por exemplo, o novo manual de normas e procedimentos, no qual os critérios de convocações para representar a CBGolfe foram definidos e publicados.

Após a contratação de um novo Coach Nacional, Luiz Miyamura, e uma preparadora Física, Africa Alarcon, a CBGolfe fechou parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), que disponibilizou toda a sua estrutura para avaliação e acompanhamento de forma científica do desenvolvimento da equipe de alto rendimento.

A atual gestão da CBGolfe também avançou bastante no apoio efetivo aos atletas profissionais, esquecidos nas gestões anteriores. Através de recursos da Lei Agnelo Piva, os profissionais brasileiros passaram a participar de etapas do PGA TOUR Latino América, por exemplo, que pela primeira vez na história teve dois eventos realizados no país. E, pelos próximos dois anos seguirá da mesma maneira, oferecendo uma grande oportunidade para os brasileiros participarem de eventos de nível internacional.

Outra ação que vale destaque foi o curso TPI, trazido pela CBGolfe pela primeira vez na América do Sul. Trata-se do mais renomado curso para professores, fisioterapeutas, técnicos e profissionais do golfe, que teve capacidade máxima de alunos.

A CBGolfe ainda implantou cinco Centros de Treinamento no país, dois em São Paulo,   Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná, totalmente equipados com equipamentos avançados para análise de swing e putter.

Por fim, mas não menos importante, a CBGolfe aderiu ao programa GET (Gestão, Ética e Transparência), do COB. Foi contratado e implantado um programa de Compliance, e a entidade se enquadrou nas portarias do ME 115 e 341, esta segunda limitando as despesas administrativas em 20% da receita – o que se traduz em mais recurso para o esporte. Dentro deste plano, a CBGolfe trocou de sede, para uma menor e adequada a nova realidade.

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil

Mapa do Site