Youtube Facebook Twitter Flickr Instagram Contato

Confederação Brasileira de Golfe

CBGolfe entra em 2019 com novidades na área técnica

03 de janeiro de 2019

A Confederação Brasileira de Golfe (CBGolfe) entrou no ano novo com novidades na área técnica.  A primeira delas é a parceria com Daniela e Gabriela Arantes, da Academia Tiro Certo, que a partir de agora serão as responsáveis pela preparação física dos atletas de alto rendimento da entidade. A academia fica em São Paulo, na Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 417, e já está à disposição dos golfistas apoiados.

Em breve também será substituído o coach nacional. Luiz Miyamura, que comandou a equipe no último ano, segue até o Latin América Amador Championship e se despede no final de janeiro, quando será divulgado seu sucessor.

Por fim, o Centro de Treinamento do estado do Paraná a partir de agora passa a ser no Clube Curitibano, em Quatro Barras, no lugar do Alphaville Graciosa. Os outros quatro CTs da CBGolfe seguem os mesmos: Centro Esportivo da Federação Paulista e São Fernando Golfe Clube, em São Paulo, Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro; e Belém Novo Golfe Clube, em Porto Alegre.

“Queremos continuar oferecendo as melhores condições possíveis para nossos atletas de alto rendimento, impulsionando assim os resultados de todos dentro de campo”, afirma Euclides Gusi, presidente da CBGolfe.

Profissionais têm calendário recheado

Os golfistas profissionais terão em 2019 um calendário recheado de eventos importantes, a começar pela etapa do Rio de Janeiro do QSchool para o PGA TOUR Latino América. O evento será realizado no Campo Olímpico de Golfe, de 29 de janeiro a 1º de fevereiro.

Ainda sobre o PGA TOUR Latino América, o Brasil seguirá com suas duas etapas seguidas do torneio, previstas para setembro, novamente no São Paulo Golf Club e na Fazenda Boa Vista.

Já em julho, serão disputados os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, com um golfista e uma golfista profissionais representando o Brasil no maior evento multiesportivo das Américas.

“Neste ano teremos novamente um calendário com diversos eventos para os profissionais. O ponto alto certamente será a disputa do Pan, competição que o Brasil ainda não conquistou medalhas no golfe, e na qual esperamos levar uma equipe extremamente preparada. O Pan é uma versão local e reduzida do que veremos nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e, portanto, muito importante em nosso planejamento”, ressalta Gusi. “Também estamos felizes em receber novamente as duas etapas do PGA TOUR Latino América, além do seu QSchool, proporcionando aos nossos profissionais um calendário mais completo”, complementa.

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil

Mapa do Site