Confederação Brasileira de Golfe

Torneio ABGS da Virada – 1ª Taça dos Presidentes festeja sucesso da temporada 2022

13 de dezembro de 2022

Equipe CBGolfe, campeã Foto: Thais Pasto/ F2

Equipe da CBGolfe venceu competição que reuniu ainda times da FPGolfe e da ABGS

 

Não poderia haver melhor forma de comemorar o sucesso da temporada da Associação Brasileira de Golfe Sênior (ABGS), do que um evento de confraternização e congraçamento como o Torneio da Virada 2022/2023 – 1ª Taça dos Presidentes, dia 8 de dezembro, no Damha Golf Club, em São Carlos (SP). Foi um dia de muito golfe, mas também de festa, uma oportunidade para estar ao lado dos amigos para colocar a conversa em dia, desejar a todos um final de ano cheio de saúde e alegrias, mas também hora de agradecer aos dirigentes dos clubes e entidades parceiras, todos convidados para o torneio, que tanto contribuíram para que o ano fosse um sucesso.

Foto: Thais Pasto/ F2

A grande novidade do Torneio da Virada deste ano foi a 1ª Taça dos Presidentes, onde todos os participantes foram distribuídos por critério técnico entre três equipes, cada uma com 20 participantes jogando com camisas da ABSG de uma cor: a da Confederação Brasileira de Golfe (CBGolfe), de camisas amarelas, onde Roberto Gomez comandou o time representando o presidente Osmar da Costa Sobrinho, que não pode participar; a da Federação Paulista de Golfe (FPGolfe), de camisas azuis, comandada por seu presidente, Ademir Mazon; e a da ABGS, de camisas verdes, onde Constantino Ajimasto Júnior, presidente da entidade, encabeçou o time.

Poucos podiam estar mais felizes do que o Grego, que assumiu a ABGS num momento crítico, onde além da pandemia, teve que enfrentar um caixa deficitário e o declínio do número de sócios, mas com a ajuda de toda sua equipe e dos associados conseguiu virar o jogo. “Hoje nosso caixa está no azul, o número de sócios não para de crescer e conseguimos entregar torneios cada vez melhores e pelo menor custo possível”, comemora Grego. “Nos dois anos anteriores nosso lema era “Xô Covid”, e embora não estejamos livres dela agora o momento é de gratidão, por termos sobrevivido a tudo isso e também de gratidão com os clubes que nos receberam com tanto carinho.

Roberto Gomez ressaltou o apoio que a CBGolfe vem dando à parceria com a ABGS e com outras entidades. “A ABGS está hoje presente no Brasil inteiro e isso é fundamental, pois o golfe tem que ser incentivado em absolutamente todas as categorias” ressalta. “O golfe só cresce se for como um todo, tem que começar com os pequenininhos, passar pelos juvenis maiores, pelos adultos, pelos seniores, pelo golfe feminino e pelos profissionais”, explica. “Não adianta focar só em um ou em outra.

Ademir Mazon é parceiro de primeira hora da ABGS, já que os torneios da entidade em clubes filiados valem para os rankings scratch da FPGolfe, mas ressaltou a importância de a ABGS ter voltado a se expandir pelo Brasil. “Durante a pandemia o calendário era muito concentrado em São Paulo, mas este ano foi distribuído com evento por todo o Brasil e também no exterior” diz o presidente da FPGolfe. “No próximo ano eu espero que a gente consiga ajustar ainda mais o nosso calendário, pois nós já temos um calendário muito grande, com 69 torneios, e precisamos trabalhar juntos” completou Ademir, que promete lançar em 2023 o Torneio das Gerações, entre equipes formadas por avós, pais e filhos.

Duelo Celta – Durante toda a temporada, os rankings da ABGS movimentaram 227 jogadores, mas nenhuma categoria teve uma disputa mais apertada do que a scratch sênior, onde Douglas Black, o Doug, do Sapezal, e Paul O’Doherty, do São Paulo, duelaram tacada a tacada pelo título da temporada. “Nós dois jogamos em 13 dos 17 campeonatos do ano, cada um venceu cinco vezes e, no final, eu levei o título ao vencer por apenas cinco pontos de vantagem”, conta Doug.

Esse foi o segundo título de Doug, que foi campeão da temporada de 2020 e vice na de 2021, quando perdeu o título para Mario Ghisalberti, do Japy, que não pode participar dos torneios finais da temporada e terminou o ano em terceiro. Foi uma briga entre amigos o ano inteiro, tendo de um lado Doug, que é escocês e foi receber o prêmio vestido a caráter, com um kilt, e Paul, irlandês. “Nós somos ambos celtas, ou seja, escoceses e irlandeses são parentes de certa forma”, lembra Paul. “Historicamente, a gente não tem uma briga entre nós, mas uma briga em comum contra os ingleses”, explica Paul.

A cerimônia da premiação começou com uma homenagem à equipe do Brasil campeã do Sul-Americanos Sênior, com o time sendo representado por Roberto Gomez, que levantou a taça ganha no Uruguai e contou um pouco de como foi difícil conquistá-la, dentro e fora do campo, já que por três vezes tentaram desclassificar jogadores do Brasil. Após a entrega dos prêmios aos três melhores do ano de cada categoria, que ganharam também isenções de 100%, 50% e 25%, respectivamente, nas anuidades de 2023, foram sorteados dezenas de brindes.

Veja os melhores de cada ranking e suas pontuações

SÊNIOR

Scratch

1º Douglas Black        SAGC 143

até 14

1          Paul O´Doherty          SPGC  92

2          Mario Ghisalberti       PJGC  71

3          Jaime Chung   GGCC 63

14,1 a 23

1          Fabien Dupret SAGC 81

2          Francisco Silveira Fº  DGC   76

3          Francisco Matarazzo  SFCO  72

23,1 a 32

1          Jose Aparecido dos Santos    AESJ   136

2          Eduardo Gunther Figueiredo SPFCG           85

3          Isaac Dayan    RGGC 73

 

PRÉ-SÊNIOR

Scratch

1          Emiliano Saran           DGC   109

Até 14

1          Rodrigo Carbonel       SAGC 82

2          Andre Cunha Simão   DGC   80

3          Wagner Felix  AGRC 37

14,1 a 23

1          Alexandre Leonardi   FZGUA          91

2          Célio Kanesaki           SAGC 53

3          Deusimar Coelho        GOIANIA      32

23,1 a 32

Classificação Nome Sobrenome Clube Pontos

1          Carlos Eduardo Ramos          LAGC 96

2          Jose Antonio Góes     IMGC 93

3          Pieter Alexander Lekkerkerk NED   41

 

FEMININO

Scrach

1          Luciana Yabumoto     AGC   59

Até 25

1          Wang Lu         GGCC 69

2          Ioma de Carvalho       GAVEA         46

3          Angela Rappa Santos FZGR 44

25,1 a 36

1          Vera Sarah Pick Dayan          RGGC 80

2          Edna Kazuko Karasawa         VVGC 65

3          Hsiao Lan (Julie) Lo  GGCC 62

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil Internacional Golf Federation R&A Federacion Sudamericana de Golf Comitê Brasileiro de Clubes

Parceiros

Patrocinadores

Premiações

Mapa do Site