Youtube Facebook Twitter Flickr Instagram Contato

Confederação Brasileira de Golfe

Doe seu Imposto de Renda para o Hospital Pequeno Príncipe

11 de dezembro de 2017

CBG incentiva a ação em prol da entidade beneficiada por seu programa de responsabilidade social

A Confederação Brasileira de Golfe (CBG) incentiva os golfistas a doarem uma parcela do seu imposto de renda para o Hospital Pequeno Príncipe, organização beneficiada do programa de responsabilidade social da entidade.

As doações, via renúncia fiscal de até 6% do imposto devido, seja a pagar ou a restituir,  podem ser feitas sem custo até o dia 28 de dezembro deste ano. A explicação de como fazer a doação está no site: www.doepequenoprincipe.org.br/renunciafiscal/pessoa-fisica/

Além disso, a equipe de captação de recursos do hospital pode esclarecer dúvidas via whatsapp (41) 99962-4461 ou pelo telefone (41) 2108-3886.

A parceria da CBG com o Hospital Pequeno Príncipe já vem rendendo muitos frutos. Um deles foi a inauguração, em maio, do primeiro campo de Minigolfe localizado em um hospital infantil do Brasil. O Minigolfe é composto por quatro buracos, localizado no Jardim dos Sonhos, logo na entrada do prédio histórico do Hospital Pequeno Príncipe. Desde então, já foi utilizado por mais de 1000 crianças, entre pacientes e seus acompanhantes, com supervisão de voluntários treinados.

Além disso, as crianças e adolescentes que quiserem dar continuidade ao esporte podem vir a fazer parte do projeto Golfe para a Vida – Programa de Formação de Talento e Cidadania, projeto de responsabilidade social e identificação de golfistas em potencial da CBG.

Localizado em Curitiba (PR), o Hospital Pequeno Príncipe é hoje a maior unidade voltada a crianças e adolescentes do país.

Referência em tratamentos de média e alta complexidade, oferece 32 especialidades pediátricas. Conta com 370 leitos, sendo 60 em UTIs, e destina cerca de 70% da sua capacidade a pacientes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2016, o Hospital realizou cerca de 310 mil atendimentos ambulatoriais, 20 mil cirurgias e 780 mil exames. O Pequeno Príncipe foi responsável por 199 transplantes, sendo 1 de coração, 3 de fígado, 20 de medula óssea, 13 de rim e 162 de tecido ósseo.

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil

Mapa do Site