Confederação Brasileira de Golfe

Declaração de Brighton, a mulher no esporte!

07 de junho de 2021

Por Rossana Renata Marini, Vice-Presidente da CBGolfe

Eu tive a honra de participar, como convidada da Comissão da Mulher no Esporte do Comitê Olímpico Argentino, representando a CBGolfe, da videoconferência, atualmente Webinar, em comemoração da Declaração de Brighton, no dia 25 de maio.

Para quem não lembra, de 5 a 8 de maio de 1994, reuniram-se em Brighton, no Reino Unido, os responsáveis pelos esportes a nível internacional para a 1ª Conferência sobre a Mulher e o Esporte, evento no qual, infelizmente, o Brasil não se fez representar.

Nesta Conferência foi redigido o primeiro documento enfatizando a contribuição e a importância das mulheres no esporte. Observando que a participação no esporte pode enriquecer, melhorar e desenvolver a vida de cada mulher. Na época, os participantes destacaram que as mulheres estavam sub-representadas como dirigentes, treinadoras e juízes, em especial, nos níveis mais altos dos esportes.

E, até hoje, temos a convicção que somente quando as mulheres estiverem incluídas na direção e decisões do esporte e que sirvam de modelo, se alcançará a igualdade de oportunidades para as jovens e mulheres. Desde 1994 as mulheres não cessaram esta luta e elaboraram inúmeros documentos para manter acesa a chama de Brighton.

Na Webinar da Comissão da Mulher no Esporte do Comitê Olímpico Argentino, a anfitriã Alicia Masoni de Morea, 1ª Vice- Presidente Comité Olímpico Argentino (COA), ressaltou que esta declaração foi o pontapé inicial para este caminho de mudança.

Para Anita de Frantz, Vice-Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) e presidente da Comissão Mulher e Esporte, “é triste ver que este trabalho deva ser contínuo, porém na medida em que o tempo passa, talvez o mundo compreenda que mulheres e homens merecem as mesmas oportunidades e que o mundo dos esportes será melhor por isso”

Por sua vez a espanhola Elida Alfaro Gandarillas, da Rede Iberoamericana de Mulheres e Esporte, enfatizou: ”Se realmente queremos a igualdade de gênero, precisamos do apoio social e desportivo vindo das mulheres, que são as melhores armas para acabar com o teto de cristal e alcançar a verdadeira igualdade de oportunidades no âmbito desportivo”.

A Comissão da Mulher no Esporte busca fortalecer a igualdade de oportunidades e promover o desenvolvimento de uma cultura desportiva que permita a plena participação da mulher em todos os âmbitos do esporte.

Assim, convido a todas e todos a participarem cada vez mais de ações que oportunizem a igualdade de gênero em nosso maravilhoso esporte GOLFE!

BOM JOGO!

Rossana Marini

 

 

 

Confederação afiliada

Comitê Olímpico do Brasil Internacional Golf Federation R&A Federacion Sudamericana de Golf

Patrocinadores

Premiações

Mapa do Site